Fluência em idioma pode mais que dobrar salário, se profissional tiver experiência

Info MoneySÃO PAULO - A fluência em outros idiomas pode mais que dobrar o salário de um profissional, se o mesmo tiver experiência na área.

Além disso, segundo o sócio diretor da Outliers Professional Language School – escola especializada no ensino de idiomas para executivos e profissionais –, Augusto Rocha, o investimento no curso tem retorno em apenas quatro ou cinco meses após a promoção.

“A soma do inglês fluente, por exemplo, com as experiências necessárias faz com que a renda da pessoa chegue a R$ 8 mil (tendo como exemplo um analista da área de controladoria, com salário médio de R$ 3.500 que chegue ao cargo de coordenador). É um aumento de R$ 4.500, ou uma média de 128%”, diz.

Escolhendo o melhor curso

Ainda de acordo com Rocha, os cursos de idiomas mais procurados por quem almeja dar um salto na carreira são os de inglês, espanhol e até o mandarim. Para quem deseja aproveitar o início do ano e investir em um curso de idiomas, ele dá algumas dicas.

“Aprender idioma nos dias atuais, em meio aos compromissos pessoais e profissionais, requer um plano que deve ser seguido. O interessado em aprender precisa levar em conta alguns aspectos, como tempo para a conclusão do curso, investimentos financeiros e tempo e os fatores externos, dentre eles, o deslocamento do trabalho para a escola e vice-versa. São aspectos que devem ser considerados para que ele não desista no meio do caminho”, orienta.

  • Objetivo: analise qual o principal objetivo que o leva a procurar um curso de idioma. Realização pessoal ou profissional? Dessa forma, será mais fácil encontrar um curso que seja adequado às suas necessidades.
  • Personalidade: avalie seu grau de velocidade de aprendizado e timidez. Turmas com muitos alunos inibem os mais tímidos e interferem no desenvolvimento. Além disso, para aqueles que aprendem mais rápido, turmas com muitos alunos podem entediar e levar à desistência do curso.
  • Tempo: organize o tempo e avalie quantas horas por dia ou semana terá disponível para realizar o curso, além de planejar o número de horas que irá se dedicar ao aprendizado fora da escola, visto que o aluno deve ler, escutar e conversar no idioma para que possa desenvolver melhor o vocabulário e compreensão.

Publicado por: InfoMoney - 03 jan 11

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar